sábado, 1 de fevereiro de 2014

ÁQÜILA



Judeu que se converteu com sua esposa Priscila em Roma, donde foi expulso por decreto de Cláudio, junto com outros judeus. Nesta ocasião Paulo o encontrou em Corinto, trabalhou e hospedou-se em sua casa (Atos 18,2s). Áqüila e Priscila acompanharam Paulo a Éfeso, onde encontraram Apolo e o instruíram na doutrina do Apóstolo (Atos 18,18-26). Paulo os tinha em grande estima como cooperadores no apostolado (Romanos 16,3-5). Lucas 22,30).



Duas são as condições para ser apóstolo: Ter participado na vida pública de Jesus e ser testemunha da ressurreição (s; Atos 2,32 Mateus 28,19 João 20,21). Por isso, contemporâneos de Paulo negavam-lhe a categoria de apóstolo, pois não pertencia aos Doze, nem havia compartilhado da vida pública do Senhor (1Coríntios 9,1-2 1Coríntios 15,3-9 2Coríntios 11,5 2Coríntios 11,13 2Coríntios 12,11-13). Mas Paulo responde que também viu o Ressuscitado, dele recebeu o Evangelho e a investidura no apostolado. Por isso, ele se considera apóstolo de Cristo (1Coríntios 1,1 1Coríntios 1,1 Gálatas 1,1 Efésios 1,1) distinguindo-se dos apóstolos (enviados) das igrejas (Filipenses 2,25 Filipenses 4,3 2Coríntios 8,23 Romanos 16,7), ainda que não pertença aos Doze e não seja testemunha da ressurreição (1Coríntios 12,28 1Coríntios 15,7-11 Gálatas 1,15s).
Pedro aparece como o primeiro dos apóstolos (Lucas 6,14 Lucas 12,41 Lucas 8,45 Lucas 9,32-33. Ele é a "rocha" e o portador das chaves da casa de Deus (Mateus 16,17-18 João 1,41-42); é a primeira testemunha da ressurreição (Atos 1,15-20).

Nenhum comentário:
Write comentários

Postagens mais visitadas


contador de visitas

Postagens mais Recentes

Music BlogsPageRank
eXTReMe Tracker


Postagens mais Recentes